Em todos os momentos da História, seja na Antiguidade, na Idade Média, ou no nosso tempo, são as mesmas paixões e os mesmos desígnios que inspiram os humanos. Entender a História é entender melhor a natureza humana.

19 janeiro 2013

Pequena Miss Sunshine


Um avô viciado em cocaína, um pai obcecado com a receita do sucesso, uma mãe stressada, um tio homossexual que se tenta suicidar, um filho de quinze anos que passa a vida a ler Nietzsche e se recusa a falar, uma filha gordita de sete anos que sonha em ganhar o título de Little Miss Sunshine. São estes os elementos de uma família que se mete numa carrinha VW antiga, percorrendo mais de mil quilómetros, precisamente para que a pequena Olive possa participar no tal certame.

Os problemas estão programados: discussões, ataques de fúria, depressões e, como se tudo isto não bastasse, o avô morre pelo caminho e a caixa de velocidades da carrinha avaria. Deixam de funcionar a primeira e a segunda velocidades, pelo que o veículo tem de ser empurrado para que possa arrancar em terceira. Assim se repete a cena hilariante de que todos, à exceção do condutor, têm de entrar na carrinha com ela em andamento, em passo de corrida.


Este filme fresco e original mostra-nos a importância do amor, sem ser um dramalhão de puxar à lágrima. Pelo contrário: irónico e descontraído, tem ainda o mérito de arrasar com os concursos de beleza americanos para crianças (meninas). Nada mal, para um filme americano!



Sem comentários: